4 de abril de 2009

Onda Verde

Na onda do post de H., segue um videozinho meio longo mas bem legal.

5 comentários:

B. disse...

Let them go gracefully!
hahahahhahahahahaah!

H. disse...

Super politicamente correto ahahahahha

Enche o saco mesmo tanto ativismo radical, mas eu sou a favor quando o assunto é o acúmulo de lixo. Meu lado bióloga, né?

Desculpa eu ter nascido...

B. disse...

Eu sou a favor de muita coisa exatamente pelo motivo que ele soltou ali, zoando os ambientalistas, eu quero as coisas limpas e legais para MIM aqui e AGORA. Simples assim. Eu sei que a Terra se vira com ou sem a gente.

(why are we here? PLASTIC!)

Ainda acho que as pessoas distorcem as coisas e passam a expor apenas as justificativas imbecis (e aí chegam os imbecis e só se apegam a elas), não são possíveis reações alérgicas a alimentos genéticamente modificados que me preocupam. Me preocupariam coisas de mercado, por exemplo, patentes e esse tipo de coisa.

Enfim...
Radicalismos divertem, ilustram, mas tendem terrivelmente à imbecilidade.

Sergio disse...

Bem, o cara é inteligente em suas colocações, mesmo que não sejam condizentes com a realidade.
Esse cara é uma simples mistura de Arnaldo Jabor com Dr. House (em seu sarcasmo).
Sim, ele viaja, é tão fanático quanto um ativista radical do Greenpeace, só que ao contrário, suas ironias são bem colocadas, mas não são argumentos bons, e pena que o nosso mundo não é o final do jornal da Globo, nem um seriado americano que passa na Record.

Vinix disse...

Acho que entendi muito bem o ponto dele (e até concordo). Tudo em termos de ativismo é válido, mas não porque os planeta está fudido. Nós é que estamos. Doomsday Clock taí, frenético.