4 de abril de 2009

Onda Verde 2

Bom, vamos manter o tema.
Acho que todos aqui sabem que eu agora sou atleta e que no final do mês correrei minha primeira meia-maratona. E amanhã terá uma prova de 10Km, quem morar em BH pode ir lá torcer por mim. Domingo às 8 horas da manhã. Espero vocês!
Mas vamos ao tema. No próximo mês haverá uma prova chamada Eco Run, que a princípio teria uma proposta ecologicamente correta. No ano passado, quando terminávamos a prova, cada participante ganhava uma muda de alguma espécie nativa para plantar e fazer sua parte por um mundo melhor. Achei legal a ideia, até tentei pegar um Pau Brasil, mas só me restou um Ipê Amarelo. Essas mudas, todas plantadas, neutralizariam as emissões de O2 produzidas pela Eco Run. Então, para 2009 eles deveriam manter essa mesma ideia, mas não, resolveram mudar e agora obrigam cada pessoa que se inscrever na prova a doar R$1,00 para o WWF. Obrigam porque a inscrição agora custa R$1,00 a mais, ou seja, ou você "doa" ou não corre a prova. Avaliem que serão em torno de 3.000 doações nesse valor. E eu nunca sei se o dinheiro arrecadado nesse tipo de campanha vai mesmo para a instituição que eles falam. Na verdade, eu acredito mais é que esse dinheiro vai direto pro bolso de algum "esperto" ou algum escroque qualquer. Prefiro fazer minha parte na salvação do planeta de forma espontânea e não sendo obrigado.
Será que eles farão prestação de contas dessas doações?

8 comentários:

H. disse...

Mas até quando você manteria esse Ipê ou o Pau Brasil no seu apartamento?

P. disse...

Até a primeira floração do ipê. Afinal, dá muito trabalho limpar aquelas florzinhas no chão do sala.

Dindi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
B. disse...

Ranniere, não deixe eles te zoarem e conte pra gente onde você plantou, com suas próprias mãozinhas e ferramentas, sua mudinha de Ipê! E quando eu voltar aí, você me leva lá para eu visitar seu filhinho Ipezinho, sim?, que eu adoro Ipês. :)

E acho que você pode continuar fazendo sua parte à moda da corrida do ano passado, e comprar você mesmo sua muda de Pau-brasil, que é mais do seu agrado, e plantar perto do Ipezinho.

Despoluir, assim, a sua parte na corrida.

Aliás, devo dizer que esse negócio de compensar eu não compreendo muito bem, imagino a cadeia de produção inteira e não vejo com clareza como isso pode funcionar realmente.

Vocês indo pra corrida (e correndo?) poluiriam x, o caminhão levando as mudinhas poluiria y, a produção das mudinhas acarretaria em poluições outras várias, aí você planta a árvore e espera ela vingar e aí ela despolui z ao longo de sua vida variável. Assim. Muito complexo. Acho que foge muito do nosso controle.

É que nem quem tenta ser vegan, cheio de radicalismos, é foda, não dá, as coisas fogem do nosso controle, cê acha que tá fazendo bonito e amanhã descobre que não tava nada. Semi impossível.

(e eu postando litros, hein? crente que tô na fu-list)

B. disse...

Ranniere, não deixe eles te zoarem e conte pra gente onde você plantou, com suas próprias mãozinhas e ferramentas, sua mudinha de Ipê! E quando eu voltar aí, você me leva lá para eu visitar seu filhinho Ipezinho, sim?, que eu adoro Ipês. :)

E acho que você pode continuar fazendo sua parte à moda da corrida do ano passado, e comprar você mesmo sua muda de Pau-brasil, que é mais do seu agrado, e plantar perto do Ipezinho.

Despoluir, assim, a sua parte na corrida.

Aliás, devo dizer que esse negócio de compensar eu não compreendo muito bem, imagino a cadeia de produção inteira e não vejo com clareza como isso pode funcionar realmente.

Vocês indo pra corrida (e correndo?) poluiriam x, o caminhão levando as mudinhas poluiria y, a produção das mudinhas acarretaria em poluições outras várias, aí você planta a árvore e espera ela vingar e aí ela despolui z ao longo de sua vida variável. Assim. Muito complexo. Acho que foge muito do nosso controle.

É que nem quem tenta ser vegan, cheio de radicalismos, é foda, não dá, as coisas fogem do nosso controle, cê acha que tá fazendo bonito e amanhã descobre que não tava nada. Semi impossível.

(e eu postando litros, hein? crente que tô na fu-list)

R. disse...

Mas é claro que eu não teria uma árvore plantada dentro do apartamento.

H. disse...

Ah, Biba, mas aí também é questão de "faça sua parte", o que apóio, mas com bom senso, né?

Tiago Macambira disse...

Aê! +1 para a meia da linha verde!