21 de setembro de 2009

Psicose Light

Sabe algo que me incomoda bastante? Prestar atenção a atividades instintivas. Por exemplo, às vezes passo dias, semanas, meses sem prestar atenção nas minhas piscadas. Mas de repente começo a reparar nisso. E aí vira um tormento pra mim. Fico piscando sem ser automaticamente. Ora demoro e o olho arde; ora o intervalo entre uma piscada e outra fica curto e eu penso que estou desperdiçando piscadas.

Com a respiração é parecido, mas menos pior.

Daí que não posso ler nada sobre o assunto que passo um dia todo me fiscalizando, se pisco, se respiro.

É como o bocejo. Não da pra ler sobre, ou assistir a alguém bocejando sem que não dê vontade de.

Vocês também são assim? Tem alguém agorancom vontade de bocejar? Ou contando as piscadas?

Ou isso é doença só minha?

8 comentários:

B. disse...

sou doente também.
tou fazendo os 3 e uma quarta coisa: contando quantas vezes engulo saliva.

:(

às vezes eu começo a contar os postes ou aquelas listrinhas de pista pelos caminhos, e sempre perco a conta, é claro, mas sempre sigo contando assim mesmo. para que, jamais saberemos.

meio autista, né?
muitos indícios de autismo na minha vida.
não relatarei outros para preservar minha imagem.

Vinix disse...

Light? Fiquei com medo de vocês.

R. disse...

Eu costumo fazer igual Jack Nicholson fazia no filme, caminhar na rua sem pisar nas divisões das calçadas. E consigo andar bastante assim. Também preciso dormir com as sandálias muito bem posicionadas...
Mas agora que li sobre essas coisas, começo a prestar atenção também. E vocês já pararam para observar as roupas no corpo? Sentir a camisa, sentir os pés dentro dos sapatos... isso eu faço.

Vinix disse...

O medo não só continua, como aumenta. E não é porque eu tenho c* não.

H. disse...

Além do posicionamento das sandálias (que já me serviu litros de diversão), Ranniere tem poblemas com a posição e ordem do dinheiro na carteira.

H. disse...

Foda mesmo é ficar prestando atenção nos riscos da projeção do cinema. Foda! Perco o filme inteiro assim.
E sentir os pés dentro do sapato também faço até ficar claustrofóbica. Incrusíviu é por isso que prefiro as chinelas.

B. disse...

claustrofóbica dentro dos sapatos.

alô, vinícius, tá bom pra você?
ainda quer ser nosso amigo?

R. disse...

É verdade, eu tenho dificuldades em dinheiros de qualquer forma na carteira. Existe toda uma organização.