31 de dezembro de 2002

2002

Este ano eu:

- engordei

- reprovei

- me enrolei

- me lasquei

- entreguei

- desejei uma morte breve e indolor. Várias vezes.

Saldo final: ô aninho de merda!

Da série visão que tenho dos meus companheiros de blog (versão mais sentilmentalista pq eu sou breguinha mesmo... e daí?!)

De Ranniere eu nem vou falar muito pq ele é meu irmão e eu poderia encher isso aqui só de contos e características dele, então vou falar só que tô muuuuuuuuito feliz por seu emprego fodão e por esse ter sido um ótimo ano pra nós dois. A tendência é que a gente só ande pra frente a partir de agora.

Pablo é uma pessoa que nunca imaginei que fosse gostar tanto e que fosse tão parecido em várias coisas comigo.

Quer dizer... a parte do gostar eu imaginava sim pq eu sempre achei engraçado (sem ser forçado) e inteligente, mas é uma pena q NÃO tenha gosto musical. Desejo felicidade eterna pra ele e pra Julia que tb é maraviooooooosa.

A fusão dos nossos blogs não poderia ter me deixado mais feliz.

Biba é a melhor amiga internética EVER. Sem frescuras e babação eu digo que ela é óóóóótima e é bonita sim senhora!!!! Eu acho que as pessoas seriam mais felizes se tivessem uma dela em suas vidas, mesmo que de longe.

Eu vou estender a babação pros meninos tb.

Quem não queria ter os 3 como companheiros de blog? Quem conhece e disser que não é pq tem inveja ou não combina em nada com o Staff do Pérolas ao Pai.



E como não poderia terminar de outro jeito.... Obrigada, Pai!!

30 de dezembro de 2002





Que tipo de pessoa paga 20 dólares para ter o mIRC registrado? Será que os finlandeses de bochecha rosada pagam? Será que alguém que não registra usa o programa com alguma dor na consciência? Acho que a gente deveria fazer uma vaquinha e registrar pelo menos uma cópia, afinal por quantos anos o mIRC tem sido uma parte de nós?



Pensando bem, não temos não...
Me recuso a falar sobre o reveillon (também me recuso a colocar o pronome no lugar certo). Prefiro falar sobre cinema. Quando eu tinha la por volta dos meus 13 ou 14 anos, fui assistir "Batman - o retorno" com a turma da escola. Na volta, um colega disse algo que causou um tumulto no ônibus tamanha foi a repercussão em forma de risadas e gritos adolescentes (UGH!!). Com o semblante de decepção, ele deu um suspiro e disse algo mais ou menos assim: "Não gostei do filme. É muito irreal..."



Foi gozação certa durante anos. O que esperar de um filme do Batman? Como alguém pode se decepcionar com o caráter fantasioso daquele filme? Seria como entrar num filme do 007 e não gostar porque tudo é muito sacado. Perdoa-se o comentário por ter sido feito por um adolescente imaturo. Mas se tivesse sido feito por um crítico de cinema da Folha? (Alguns podem logo dizer que críticos não merecem viver e que não dão a mínima para o que eles falam, mas sabemos que não é bem por aí. Se fosse, eles simplesmente não existiriam.)



Pois sobre "O Senhor dos Anéis - As duas torres" falaram algo parecido.







No primeiro momento logo lembrei daquele comentário sobre o Batman. Como uma adaptação de "Senhor dos Anéis" pode não fugir da realidade? É verdade que os fanáticos pela história ficam criando paralelos entre a Terra-média e o mundo e sonham em um dia acordar e ver que se transformaram num hobbit, mas daí achar que o filme foge à realidade já é demais.



Por isso, resolvi ler a crítica. Não melhorou muito. Segundo o crítico, o filme foge à realidade criada por Tolkien. Aí vamos entrar na velha discussão. Literatura não é cinema e vice-versa. Se você não imaginou o Condado assim ou se você quer que aquela parte do livro não seja omitida ou se você não gostou da barba do anão ou se você imaginou Valfendas mais exuberante, junte 800 milhões de dólares e vá filmar a sua própria adaptação. Ou então entenda que o que está em cartaz é a visão de um dos milhões de aficcionados pelo livro, goste você ou não.

28 de dezembro de 2002

Tô com muito ódio no coração.

Eu odeio todos vocês que viajam e me deixam aqui, sozinha e com o computador pifado.

Odeio a cidade vazia, o icq vazio, os dilúvios diários, e essa comilança de fim de ano.

Odeio o verão e as pessoas que vão pra praia desfilar corpos bronzeados à milanesa, e me deixam aqui nesse tédio absurdo. Odeio que o tempo não passe. Odeio nunca ganhar bons presentes no Natal e odeio mais ainda não ganhar NADA, odeio os fogos do ano novo e os parentes que chegam só pra comer. E odeio os balões! E as cantigas!!

Mas eu gosto das pizzas.

E meu humor só melhora depois do Carnaval.
Alguém está disposto a me explicar a utilidade da gravata? Hoje pela manhã, liguei a televisão e fiquei assistindo a pregação de um pastor. E não consegui tirar os olhos da gravata vermelha dele que batia la na fivela do cinto. Aí me veio esta questão: para que serve a gravata a não ser para rodar nos bailes de formatura ou para indicar que a tem dessarrumada acabou de chegar de uma gandaia daquelas?



Minha teoria é que tal artefato do vestuário masculino é completamente inútil e dispensável. Na minha vida inteira, usei gravata três vezes. Quando adolescente para ir numa festa de 15 anos, na minha formatura e na formatura da Júlia. Nem no casamento de meus irmãos quis amarrar meu pescoço e me tirar todas as possibilidades de movimento dessa articulação.



Deve ter alguma história por trás disso. Alguma lenda medieval que explique essa tradição. Pode ser que simbolize uma força aristocrata ou quem sabe um poder conferido pelo rei apenas aos seus leais cavaleiros. Na Psicanálise, deve ter alguma explicação de cunho sexual: o tamanho da gravata está proporcionalmente relacionado com a frustração do paciente em relação à sua genitália.



De qualquer forma, sinto-me aliviado por nunca ter pretendido me tornar advogado ou coisa do gênero. Não tenho, nunca tive e nunca terei vocação para andar de gravata. Nem nó, eu sei dar. Nem em pingo d'água.

27 de dezembro de 2002

Ai que ódio de vocês!!
Prezados, estou em Fortaleza.

Gostaria de agradecer desde já toda e qualquer manifestação de carinho e amistad nesta data.

Nos próximos dias também ficarei distante do mundo internético, portanto desejo a todos um ótimo ano novo. Que todos realizem seus desejos e fantasias!!!
Queridos amigos perolados, estou viajando daqui a pouco pra Tamandaré Beach e só volto na quarta-feira que vem. Então desejo a todos vcs um feliz ano novo e que sejam muuuuuuuito felizes. Vou sentir saudades :õ)



xêrão :**********



FELIZ 2003!!!
Parabéns, Ranniere!








Longevidad, Salut y Mucha Amistad para ti, chico latino!




É o que deseja todo o staff deste blog.



26 de dezembro de 2002

Coisas de uma infância entediada em Brasília: Meu irmão foi parar no hospital, várias vezes, por enfiar coisas esdrúxulas nos buracos do ouvido e do nariz. Feijão, pedaços do estofado do sofá, pedrinhas, sei lá, qualquer coisa de tamanho razoável.



Lá um dia o menino começava a feder um fedor que não passava com banho nenhum, e desconfiavam que o pior havia acontecido novamente, que um objeto não identificado havia estabelecido morada em algum canal do pobre garoto. Iam ao médico e ele achava um caroço podre de feijão no nariz, ou no ouvido. No OUVIDO!



Tenho medo de pensar no que ele enfiava pela boca.



O que vou contar agora não aconteceu com um amigo de um amigo meu. Não sei se vocês se lembram de uma seção da MAD em que se falava uma expressão e uma personagem imaginava aquilo ao pé da letra. Foi assim que aconteceu comigo.



Eu era muito criança, uns dois anos no máximo (e tenho isso muito bem guardado na memória em Technicolor). Estavam meus pais na mesa, almoçando. Minha mãe comenta que a casa está cheia de mosquitos que é preciso comprar inseticida. Meu pai com seu humor peculiar responde: "Bobagem... a gente mata eles no grito..."



Mais tarde, estou na sala de tv. Uma sala ampla cheia de almofadas jogadas em um grande tapete. Estou vendo "Clubinho" apresentado pela Tia Dulce, uma ancestral da Xuxa aqui em Minas. Então, percebo que na parede perto de onde estou deitado pousa um mosquito. Daqueles pretos, gordos, bem nojentos. Com muita destreza, levanto-me e caminho cuidadosamente e me posiciono atrás do artrópode. Sei que qualquer movimento brusco, uma leve respiração pode espantá-lo dali. Aproximo-me cada vez mais... com todo o zelo do mundo... e no momento certo, chego o mais perto possível... abro bem a boca e solto o grito letal!



Engulo o mosquito!



Meu pai não estava de todo errado. Pelo menos, o mosquito morreu.

25 de dezembro de 2002

Dedico este hit a todos aqueles que de uma forma ou de outra chegaram até aqui...



Viagem ao fundo do ego

(Egotrip)




Há um lugar místico em mim

Algo assim, bem escondido

Um planeta inexplorado

Um horizonte perdido



Me enbrenhei na mata virgem

Como um nativo zumbi

Mergulhei fundo no oceano

Como um Jacques Cousteau parti



Explorador se experiência

Marinheiro de primeira viagem

Embarquei de peito aberto

Levando só a coragem



Coragem pra enfrentar

Frente a frente eu comigo

Como se enfrenta um irmão

No exército inimigo

Coragem pra encarar

Frente a frente eu espelho

Como se encontra um irmão

Que lhe nega um conselho



Quase no fim da estrada

Uma voz veio me dizer

Se você quer me seguir, cuidado

Não vai gostar do que vai ver



E a volta foi difícil

Retornei de mãos vazias

Nessa minha egotrip

Não fui Davi, nem fui Golias



Explorador sem experiência

Viajante sem bagagem

Perdi tudo o que eu tinha

E o que eu tinha era só a coragem



Coragem pra enfrentar

Frente a frente eu comigo

Como se enfrenta um irmão

No exército inimigo

Coragem pra encarar

Frente a frente eu espelho

Como se encontra um irmão

Que lhe nega um conselho
Papai Noel deixou uma nota de dez reais na minha chinela havaiana rasgadjenha!! :õ)
Esse blog tá tão família

Tá tãaaaaaao booooooom :)

Obrigada, Pai!
Aproveitando a conexão que hoje está ótima, estou baixando hits incríveis.

Exemplos: Baby Consuelo (Menino do Rio e Sem Pecado e Sem Juízo).
Tem uma coisa que eu já deveria ter postado há muito tempo, mas sempre esquecia.

Alguém aqui já escutou aquele cd, Superfantástico? Pois eu já!

Deus do céu! O que fizeram com a música título??? Colocaram a vocalista das Penélope pra cantar e ela cagou na música do começo ao fim.

Eu cheguei a perguntar se aquilo lá era Kelly Key, mas nem Kelly Key teve a capacidade de fazer coisa tão ruim.

Mil vezes vôte!!!
No último domingo eu me reencontrei com minha sobrinha. Eu até posso dizer que foi nosso primeiro encontro, já que da última vez ela era muito pequeninha. Ela ainda precisa de um tempo pra se acostumar comigo, mas aos poucos eu sei que nós vamos nos dar muito bem. Ela até que brinca comigo, mas se eu chamo ela pra vir pra mim ela não vem nem por decreto. Mas eu acho que hoje esse cenário vai começar a mudar. Comprei um presente grande pra ela e eu mesmo vou entregar em mãos e fazer questão de dizer que fui eu quem dei o presente. Quem sabe nossa relação começará a se estreitar.
VIVA O ESPÍRITO NATALINO!!!



São tantas coisas pra postar que eu nem sei como começar.

Sobre meu natal. Como já comentei com algumas pessoas, esse tem sido o melhor natal EVER! São tantos os motivos que a única coisa que eu posso fazer é agradecer ao Pai. Obrigado, Pai!!! Tanta coisa mudou na minha vida nos últimos meses, foram tantas emoções... e meu aniversário ainda nem chegou.

Espero que todos vocês, queridos leitores e amigos, estejam tão felizes quanto eu estou!

24 de dezembro de 2002

agora q estou em casa nova e com ótchimos amigo não tenho o q postar.

Não fiz compras de natal, não saí pra nenhum lugar interessante nesses dias, não conheci ninguém, não tive nenhuma conversa engraçada nem curiosa, não peguei nenhum ônibus lotado com alguma figura q me chamasse a atenção, não tenho piadas, não fiz biscuits, não levei nenhuma queda, ninguém me ligou... NADA!!!! As coisas estão tão calmas e diferentes que dá medo.
É sempre assim né, você está de férias e ninguém aparece no seu ICQ. O que me obriga a ir dormir cedo.
Minha vida é encontrar com celebridads máximas.

Já encontrei com: Sandra de Sá, Marisa Monte, Ciro Gomes, Patricia Pilar, Carlinhos Brown, Scheila loira do tchan, Fagner, Zico, Carla Perez, Rivaldo... nesses últimos dias também encontrei Rogério (da seleção de basquete), Heloísa Perissé, Tulio Maravilha e o Asa de Águia. Hoje, durante minhas compras de natal, encontrei Luciano do Valle no shopping.

Quem será a próxima celebridad que encontrarei?

23 de dezembro de 2002

Eu não sou zen. Sou bem realista. O único dia que tive pra fazer minhas compras de natal foi hoje. Logo que saí de casa mentalizei toda a paciência do mundo, reuni toda minha disposição e parti. Lógico que peguei engarrafamentos, não achei vaga facilmente, atravessei corredores superlotados muitas e muitas vezes repetitivamente, encarei filas imensas para pagar, outra fila imensa para embrulhar, mas nada disso conseguiu me tirar do sério.




Foram nove horas ininterruptas, dois shoppings imensos e lotados e ainda um hipermercado. E ainda existem aqueles que saem de casa na ante-véspera do natal e querem ser atendidos logo e saem desfilando seu mau-humor por onde passam.




Como adoro ser capitalista. Consumista. Adoro chegar em casa cheio de sacolas das mais variadas lojas. É muito gratificante ver a alegria que aquele presente surpresa causa, a satisfação daqueles que achavam que não seriam lembrados.




Durante muitos natais, passávamos por crises financeiras (mas não tenho nenhuma daquelas trágicas histórias de que a noite de natal era a única noite em que bebíamos refrigerante ou coisa parecida...). Meu pai, por exemplo, recebia a continha das despesas e, desde criança, eu entendia perfeitamente ele não poder nos presentear. Num certo natal, eu já era adulto, ele me deu um creme de barbear de presente. Parece simples, mas esse presente me marcou muito, pela lembrança... por ele querer agradar... ...




Obrigado, pai! Obrigado, Pai!

22 de dezembro de 2002

Ano Novo, vida nova.

E eu não ando só, só ando em boa companhia.
CHEGUEI

Parte II



Nessa segunda parte, falarei de minha difícil chegada ao Recife.

Pra começar, eu deveria ter chegado aqui no dia 6 de dezembro. Por motivos profissionais, tive que adiar para os dias seguintes, 10 de dezembro, talvez. Mais uma vez, por motivos profissionais, tive que adiar a volta para o final daquela semana, dia 13 de dezembro. Volta adiada mais uma vez, dessa vez eu teria que ir pra Goiânia, pra passar a semana do dia 16 até 19 de dezembro. Fui pra Goiânia! No dia da minha esperada volta, 19 de dezembro, tive que cancelar a passagem. Trabalhar mais um dia. Surgiu então um problemão. Não existiam vagas em nenhum vôo para o Recife. Depois de muito chorar na agência de turismo, consegui marcar minha volta para o dia 22. Beleza! Na hora do embarque, descobri que não seria um vôo direto, mas teria que fazer uma conexão em Brasília (terra de Biba! Você sentiu minha presença?)... na hora do novo embarque, aquele que me levaria para minhas raízes, o funcionário da TAM convocou todos os passageiros para informar que por problemas técnicos seria necessário que 15 voluntários embarcassem no vôo das 12:30, levando de brinde uma passagem ida e volta para qualquer lugar da América do Sul, com validade de 1 ano.

Cheguei em casa bem e ainda ganhei uma passagem!
AGUARDEM!

Em breve, dicas de gastronomia y otras cositas más de BH.
CHEGUEI

Parte I



Posso dizer cheguei duas vezes hoje. Cheguei aqui no blog e cheguei na minha tão saudosa Recife... voltei Recife, foi a saudade que me trouxe pelo braço.... Eu tinha até esquecido do calor que faz aqui.

Mas vamos por partes...

No mundo globalizado, onde as maiores empresas e grupos econômicos estão fazendo fusões, nós também não poderíamos ficar de fora. Resolvemos juntar nossas forças. Espero que nossos leitores tenham bons momentos. Que os leitores do velho Pérolas aos Porcos continuem fiéis e que os leitores do Obrigado, Pai sejam muito bem vindos.
Cá estou!



Animado com meu novo espaço. Sempre sonhei estar na equipe dos perolados, mas tinha vergonha de falar. Pensamos tão parecidos, somos afins em muita coisa.



Neste primeiro post de verdade, apresentar-lhes-ei a equipe sob minha perspectiva:



a) Biba: um ser virtual que se materializou duas vezes em Belo Horizonte. Em sua primeira materialização, não quis falar comigo. Anos mais tarde, em sua segunda vinda ao plano real, estava mais sociável e causou furor por onde passou na capital mineira. Tornou-se um "ovo de páscoa" no DVD do Pato Fu. Raríssimo, nem os sites especializados no assunto conseguiram achá-lo.



b) Hayana: uma linda mocinha pernambucana que recebe adjetivos como "high score" e "filete de merluza", principalmente de seu irmão. Nerd de primeira grandeza, reclama muito quando seu icq ou o mirc ficam vazios durante a madrugada e fins de semana. Sua beleza, garbo e simpatia fazem de Hayana um séria candidata ao concurso "Garota Brasnet - 2003"



c) Ranniere: o pernambucano que quase virou mineiro. O irmão tarado de Hayana. Atrás de um enorme sorriso, esconde sua mordacidade. Tem o poder de zombar sem que lhe recaia ódio alheio. Amante de toda e qualquer "Latinidad", é também um grandissíssimo pé-frio.

21 de dezembro de 2002

Vou logo dizendo: contador é coisa de emergente!
Amanhã, eu juro que tranferirei-me definitivamente para cá. Farei um post-despedida-suicida e virei de mala e cuia. Hoje, eu não dou conta de fazê-lo porque minha cabeça dói. Churrasco de fim de ano na empresa.



Vou até postar sobre isso... acho que em todo mundo é igual... pelo menos, estou de férias! Agora, só dia 03 de fevereiro.



É inevitável! Mais forte do que eu!



OBRIGAAAAAAAAAAADO, PAAAAAAAAI!

20 de dezembro de 2002

ô Pablo... ajuda aí tb botando o q falta, né
num tem comments não, é?

e contadores?

UHAUHA
tá tãaaaaao liiiiiiindo :õ)
casa nova tan dan dan

agora só falta redirecionar os blogs pra cá
Muito bem. Agora que eu já tive tantas horas de trabalho, façam-me o favor de vir aqui e começar a postar.
Still labuting...
PRONTO, FINITO!!
Ai que labuta!!
Bando de bunda mole!! :P

19 de dezembro de 2002

É biba!



vc é a unica administradora aqui!



Ponha qualquer trem e vamo que vamo!
Oxe... agilizem isso aqui

me recuso a postar no pérolas aos porcos de agora em diante

botem qq merda aí

precisa de olho mais não

deixa isso pra mais tarde
alô som!

alô som!

1,2,3 testando...
ui! nofa...

18 de dezembro de 2002

ô Biba, já mandou Pablo tomar no cu hj?

17 de dezembro de 2002

Vocês precisam ouvir esta música! Tem um piano ótchimo!
Quando que o mundo irá ter o prazer de ver essa mega fusão do mundo cibernético?
TESTE!!!
Papão de cu é rola!

16 de dezembro de 2002

14 de dezembro de 2002